Segunda-feira :: 26 / 06 / 2017

Además Notícias | Arte por dia | Enem 2014 | Livros grátis | Cadastre-se | MAPA DEL SITIO

Formas de ingresso na universidade


 

gabarito
   

 

Há diversas formas para ingressar nas instituições de Ensino Superior (IES) no Brasil. Os principais são as tradicionais provas de vestibular e a utilização do ENEM. Confira a seguir como funciona cada um desses processos:

 

ENEM
O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) surgiu em 1998 para medir o desempenho dos estudantes do Ensino Médio. Hoje é uma das formas de ingresso para uma instituição pública ou federal. A mudança começou em 2009 quando a prova foi modificada e passou para 180 questões divididas em dois dias com uma prova de redação.

 

Outra grande modificação foi a criação do Sistema de Seleção Unificada (SiSU). Trata-se de um processo organizado pelo Ministério da Educação (MEC) para selecionar os estudantes para as universidades por meio da nota obtida no ENEM. Uma das vantagens do sistema seria unificar todos os testes em um só.

 

A nota do ENEM também é utilizada de outras maneiras: na primeira fase do vestibular como parte da nota final e também para preencher vagas remanescentes nas instituições.

 

Vestibular tradicional
Esse processo seletivo consiste em uma prova na qual os vestibulandos que obtém maior pontuação ficam com a vaga. O tipo de prova depende da instituição que a aplicará. Algumas dividem o vestibular em fases, sendo a primeira eliminatória com perguntas múltipla escolha. A segunda é discursiva para testar se o estudante é claro em suas explanações. Além disso, todas as universidades cobram a realização de uma redação em alguma das fases de seus processos.

 

Avaliação seriada
Essa forma de seleção é realizada durante os três anos em que o estudante está no Ensino Médio. As provas são aplicadas no final de cada ano e abordam os conteúdos aprendidos. No terceiro ano é que o vestibulando deve selecionar qual o curso desejado. As provas são estruturadas da mesma forma que o vestibular com questões de múltipla escolha e dissertativas, além de uma redação. No final do processo, a instituição calcula uma média com a pontuação obtida em cada prova.

 

Entrevista
Esse meio de seleção não é usado sozinho, ou seja, costuma estar aliada com outras formas como uma redação, nota obtida no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) ou análise de histórico escolar. Com base na entrevista, a instituição seleciona os candidatos que tem o perfil necessário para o curso e profissão.

 

Análise de histórico escolar
Esse tipo de processo considera as notas do aluno durante o Ensino Médio em todas as disciplinas. Geralmente, as instituições o usam como parte da nota final do estudante, que também precisa prestar a prova do vestibular em busca da aprovação.

 

Prova agendada
Esse sistema é comum quando ainda há vagas remanescentes na universidade. O estudante marca um horário e dia para realizar o teste, com o mesmo conteúdo cobrado nos vestibulares tradicionais.

 

Prova eletrônica
Nessa modalidade o estudante comparece até o campus e realiza a prova em um laboratório de informática. A vantagem desse tipo de seleção é que no dia seguinte o resultado já é divulgado.

 

Provas de habilidade específica
Dependendo do curso escolhido, os vestibulandos são submetidos a uma prova específica para verificar se ele está apto para ganhar a vaga. Para o curso de Arquitetura, por exemplo, é preciso mostrar habilidades em desenho, já em Educação Física o aluno passa por testes físicos. O aluno que deseja uma vaga no curso de Música também tem que realizar esse tipo de teste.


Imprimir Imprimir Enviar a um amigo Enviar amigo PDF PDF

Partilhar: Delicious Digg Facebook Googlebookmarks Meneame Tecnorati Wikio Yahoo

Publicidade